O PIANO EM PESSOA, concierto en Barcelona

El coloquio Fernando Pessoa en Barcelona se place en presentar el proyecto O piano em Pessoa que actuarán en el cierre del mismo. Un proyecto de Armando Nascimento Rosa y de António Neves da Silva:

O projeto poético-musical e dramatúrgico, O Piano em Pessoa, resulta de uma parceria entre Armando Nascimento Rosa e António Neves da Silva (ambos professores na ESTC – Escola Superior de Teatro e Cinema, do Instituto Politécnico de Lisboa) e pretende, através da articulação exclusiva entre voz e piano, manifestar e desenvolver as potencialidades da poesia pessoana no que diz respeito à sua musicalidade e cantabilidade intrínsecas. Muita da poesia de Fernando Pessoa (em especial a ortónima, mas não só) aparece com esta vocação explícita, havendo nela em inúmeros casos a referência à voz, ao canto, ou ao tipo de ritmo e melodia, que indiciam ter esses textos sido escritos por um poeta que os destinou a serem canções, pensadas para diversos estilos, que a prosódia, as temáticas e os ambientes dramaturgicamente sugerem a um eventual compositor. Junta-se a esta evidência, a presença muito frequente do piano como instrumento musical convocado no imaginário da prosa e da poesia pessoanas. Partindo destas premissas, O Piano em Pessoa consiste num recital comentado, constituído por um conjunto de canções originais, com poemas de Pessoa (por ele escritos em português, inglês, e mesmo em francês), música composta e cantada por Nascimento Rosa (alguns dos temas são oriundos da banda sonora de peças teatrais suas já estreadas, com temática pessoana, como sejam: Audição – Com Daisy ao vivo no Odre Marítimo, de 2003, e Cabaré de Ofélia, de 2007), sendo os arranjos, a direção musical, bem como as respetivas versões para piano e a coautoria de alguns temas, da responsabilidade de António Neves da Silva.

O recital comentado em estreia absoluta no Colóquio Internacional Fernando Pessoa en Barcelona integra as seguintes canções, com poemas de autorias ortónima e heteronímica: Um piano na minha rua; Há quanto tempo não canto; Ma Blonde; No dia de São João; Song of dirt; Meu pobre Portugal; Ó sino da minha aldeia; D.T. (It really doesn’t matter); Minha boneca que tem; Quero beber as estrelas. A apresentação conta com o apoio do CIAC – Centro de Investigação em Artes e Comunicação e da Universidade de Barcelona.

O Piano em Pessoa reúne ainda o cineasta e argumentista Luís Santo Vaz, mestrando em Artes Performativas (Escritas de Cena) na ESTC, que é responsável pelo registo e pela criação audiovisuais associadas ao projeto.

Anuncios

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión / Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión / Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión / Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión / Cambiar )

Conectando a %s

A %d blogueros les gusta esto: